quarta-feira, agosto 02, 2017

Onde estão os indignados com a corrupção?

Estamos à procura dos indignados com a corrupção para se manifestarem.

Em 19 de junho de 2013 o Correio Lageano atendeu a grande imprensa e convocou o povo de lages para ir às ruas contra a corrupção (1). No dia seguinte comemora o sucesso da passeata que teria contado com 8 mil pessoas (4). Era tanta coisa ruim que não cabia no cartaz, e muita gente engajada no protesto.

Foto de  Adecir Morais e Suzana Küster

Entrevistados pelo Correio Lageano estavam indignados, como o aposentado que reclamava que quem ganhava maiores aposentadorias recebia as menores correções. E a estudante que se manifestava “Pela falta de estrutura nos hospitais e escolas”.

Ao contrário do que os manifestantes diziam buscar, caminhou-se para uma pauta apenas: o impeachment da presidenta Dilma. Para isto os protestos ganharam financiamento de partidos de direita e apoio na imprensa.

Em 15 de março de 2015 a manifestação em Lages ganha destaque nacional (2), já era organizada pelo movimento #vemprarua. Não havia mais problemas com a Transul, desvio de verbas na prefeitura, zica na Festa do Pinhão, conforme matéria, os manifestantes "realizaram um ato contra a corrupção e o governo da presidente Dilma Rousseff". 

Foto no G1 Manifestação conta a corupção [sic] em Lages (Foto: Vitor Hugo Bittencourt/RBS TV)


No mês seguinte nova carga. Em 12 de abril o povo ordeiro foi às ruas de Lages com direito à matéria na grande imprensa (3). Nessa manifestação o MBL de Lages estimou entre 4,8 mil e 5,5 mil pessoas na manifestação. Gritavam entre outras coisas: "O Brasil acordou", "Vem pra rua" e, claro, "Vaza Dilma".

Foto no G1 "Pprotesto em Lages reuniu 1,5 mil, segundo a PM; já os organizadores estimam entre 4,8 mil e 5,5 mil manifestantes(Foto: Fom Conradi/Fomtography)"

De acordo com o Correio Lageano de 13 de março de 2016, "Milhares de lageanos foram às ruas pedir a mudança no país", traduzido como impeachment da presidente Dilma e à favor da Lava Jato, todos de azul e amarelo, festivos e educados (9).

Correio Lageano não deu crédito em legenda.

Em 16 de agosto de 2015 o povo lageano foi às ruas novamente sem esconder o objetivo: apoiar o impeachment da presidente Dilma (5). Cerca de 1,5 mil pessoas foram ao protesto, era tanta gente que não cabia na foto.

Correio Lageano não deu crédito em legenda.

Em 14 de março de 2016 14 mil pessoas teriam ido às ruas de Lages pedir o impeachment de Dilma (6), e claro, "por um País e uma política mais justos e menos corruptos". Pela foto se vê o grande apelo popular da passeata, tomada de pessoas de pele clara, bem popular (sqn rs).

Foto de Camila Paes (CL)

Bastava botar uma faixa e ganhava uma matéria no jornal (8). Auxílio que se repetiu em 29 de julho de 2016 o Correio Lageano ajuda na divulgação de grande manifestação do Vem Pra Rua patoamarelo (7) em apoio à votação do impeachment, prevista para o mês de agosto, e claro, na defesa de um montão de coisa importante para o país...

Escolas e Hospitais padrão FIFA? Nada, semanas depois do impeachment de Dilma o projeto do José Serra (PSDB) - que virou Ministro - acabou com os recursos do Pré-sal que iriam pra saúde e educação.

Estas manifestações foram responsáveis pela destituição de uma presidenta eleita sem ter cometido qualquer crime, e depois disso o país mergulha em uma recessão econômica e desemprego, frete ao qual o governo ilegítimo aplica um programa neoliberal sobre a população de forma violenta, reduz nossa soberania e entrega nossas riquezas ao capital internacional.

O que dizer ao aposentado 4 anos depois de protestar, quando acabam com nosso direito de se aposentar? O que dizer à estudante diante do desmonte do SUS e do abandono do ensino gratuito no país? 

São tantos absurdos que não cabem num blog, então não custa perguntar, onde estão os jornalistas e pessoas tão bem intencionadas e motivadas em ter um país mais justo?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...