segunda-feira, maio 26, 2014

QUEM TEM ORGULHO E QUEM MORRE DE VERGONHA

QUEM TEM ORGULHO E QUEM
MORRE DE VERGONHA

Ocorreu uma inversão canina no Brasil. Por isso, eles babam de ódio …


Conversa Afiada reproduz comentário de amigo navegante Luis Fernando:


Sobre Orgulho e Vergonha:

Perguntem aos 9,5 milhões de estudantes matriculados no Enem se sentem Orgulho ou Vergonha do país.

Perguntem aos milhares de operários da construção civil, crescente a cada dia, se sentem Orgulho ou Vergonha.

Perguntem aos milhões de trabalhadores que compraram carro 0 nos últimos anos se sentem Orgulho ou Vergonha.

Perguntem aos mais humildes atendidos pelo Mais Médicos se estão sentindo Orgulho ou Vergonha.

Perguntem aos jovens formados pelo Pronatec se sentem Orgulho ou Vergonha.

Perguntem aos milhares de empregados da Petrobras se sentem Orgulho ou Vergonha.

Perguntem aos mais de 50 mil trabalhadores da construção naval se estão Orgulhosos ou Envergonhados.

Pergunte à dona Luiza Trajano, representante dos grandes empresários brasileiros, se sente Orgulho ou Vergonha do Brasil.

Perguntem aos milhares de brasileiros que foram ao feirão da Caixa se estão Orgulhosos ou morrendo de Vergonha ao comprar sua casa própria.

Perguntem aos milhões de beneficiados pelo Minha Casa Minha vida se estão sentindo Orgulho ou Vergonha.

Agora, pergunte também:

Perguntem aos funcionários da globo se sentem Orgulho ou Vergonha de serem vítimas de irregularidades trabalhistas de seus patrões.

Perguntem aos ex-funcionários, recentemente demitidos da Abril, se estão Orgulhosos ou Envergonhados da empresa que trabalhavam.

Perguntem aos chefões da mídia se estão orgulhosos ou envergonhados da queda acentuada de sua audiência.

Perguntem aos funcionários públicos mineiros se estão orgulhosos ou envergonhados do tratamento dedicado a eles pelo governo do estado.

Perguntem ao povo paulistano se sentem Orgulho ou Vergonha de pagar por uma água que não chega em sua torneira.

Quem sente vergonha desse país é aquele doutorzinho que não atende os mais humildes e agora tem o Juan, a Margarida, o Pablo para fazê-lo.

É a dondoca do trânsito que para seu carro importado no sinal e se enraivece ao ver parando ao seu lado um trabalhador simples com seu 0 quilômetro do lado dela.

Sente vergonha do Brasil aquele representante da Big House que pega um avião pra Miami e que olha para o lado e lá está o porteiro do prédio vizinho indo fazer as mesmas compras que ele.

No Brasil de hoje, ocorreu uma inversão canina curiosa.

Nós, cidadão comuns e trabalhadores viramos cães de raça.

Os mais abastados, transformaram-se em simples vira-latas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário