domingo, fevereiro 03, 2013

MANIFESTO DE APOIO AO JUIZ FERNANDO CORDIOLLI..... PUNIDO POR TENTAR FAZER JUSTIÇA....

O Manifesto (imagem ao lado) já foi apresentado outras duas vezes neste BLOG.

Foi elaborado coletivamente por Entidades que representam a sociedade civil da região da serra catarinense, e demonstra a indignação da sociedade em relação a histórica e vergonhosa realidade de IMPUNIDADE que vigora em nossa região... Foi entregue em Brasilia: No CNJ, no Palácio do Planalto, e na Secretaria Nacional dos Direitos Humanos... A Sociedade Civil espera respostas dessas Autoridades...

O Juiz Fernando Cordiolli... foi afastado das suas funções... e, conforme demonstra as peças das suas petições... encontra-se sob vergonhoso e covarde assédio moral.... de forma violenta... desumana... inaceitável... os acusadores tentam alegar que o Juiz pode estar INSANO....

Ainda vou escrever aqui... o que é INSANIDADE...

A Sociedade Organizada... não vai se calar....

Abaixo na integra o Manifesto entregue para as Autoridades em 2012... e que aguarda ATITUDES e RESPOSTAS...


MANIFESTO DE PREOCUPAÇÃO E SOLIDARIEDADE

As Entidades aqui nominadas, comprometidas com a defesa dos direitos humanos econômicos, sociais, culturais e ambientais, acreditam que o direito à justiça é uma meta a ser alcançada com a efetiva participação das pessoas que mais precisam dela.

Por essa razão vêm perante Vossa Excelência e este Conselho Nacional de Justiça, como portadora das preocupações que angustiam nossa sociedade em geral, se manifestar diante do contexto de impunidade, abuso de poder e, omissão, que historicamente vem ocorrendo nas Comarcas de Anita Garibaldi, Lages, Correia Pinto, Otacílio Costa, São Joaquim, Urubici, Bom Retiro e Campo Belo do Sul.

Essa realidade é conseqüência de um processo histórico e cultural de constituição do poder político local cujas raízes ligam-se ao Coronelismo próprio desta região marcada pelas Oligarquias dominantes do espaço público neste Estado, com a conivência e participação de membros do Poder Judiciário; do Ministério Público, e do Sistema de Justiça em geral.

Atualmente, e por reiterada vezes, ocorrem reações às decisões de Juízes e posicionamentos de Promotores que se colocam como defensores da Justiça. Citamos como exemplo, o trabalho incansável do meritíssimo Juiz Fernando Cordiolli Garcia nas Comarcas em que atua. Além disso, é notória a ausência e a não participação dos Juízes e Promotores nas Conferências, Fóruns e Seminários, sobre Direitos Humanos, Sociais, Culturais, Políticos e Ambientais. A citar: Segurança Pública, Segurança Alimentar e Nutricional, Direitos da Criança e do Adolescente, Assistência Social, Controle Social, dentre outros, o que demonstra o descaso dos mesmos às lutas e anseios da população na construção dos direitos e da cidadania. Inclusive merecendo, variadas vezes, moções de repúdio e solicitação de providências nas referidas Conferências.

Diante disso, vimos solicitar empenho, e na medida em que couber, intervenção, no sentido de restabelecer o compromisso do Poder Judiciário de zelar pelo resgate e promoção da Justiça, cumprindo assim as prerrogativas da Constituição da Republica Federativa do Brasil.

Nossas Entidades louvam ainda, intervenções valiosas como ocorreu com a apuração de irregularidades ocorridas no âmbito da Procuradoria da Republica em nossa região, e, esperam que os resultados sejam eficazes e concluídos a bom termo, atendendo aos anseios da nossa sociedade.

Diante do exposto, manifestamos nossa confiança nos encaminhamentos que serão dados por este soberano Conselho, no sentido de resgatar o Estado de Direito Constitucional, em nossa região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário