sexta-feira, janeiro 18, 2013

PARA AQUELA JUVENTUDE INTELIGENTE E RESPONSÁVEL E QUE LEVA O SEU PROCESSO DE FORMAÇÃO E DE EDUCAÇÃO A SÉRIO...

Os fatores que podem influenciar na melhoria da educação
Enviado por luisnassif, sex, 18/01/2013 - 08:25
Por Leonardo M. G.

Comentário ao post "Dilma convida Salman Khan para parceria na educação básica"

Creio que salário melhor pode até ser interessante, mas vou contar o caso daqui da minha cidade (Caxias do Sul):

Por ser uma cidade considerada "rica", o Ensino Municipal é bem remunerado (começa em R$ 1.500, 00 por 20h semanais de trabalho, o que quer dizer 13 horas semanais em sala de aula, se tiver 40h e dedicação exclusiva, vai pra quase R$ 4.000,00, lembrando que professor tem direito a duas aposentadorias segundo a Constituição e que tem 5 anos a menos pra se aposentar integralmente - 10 anos para mulheres, e os triênios fazem o salário melhorar bastante próximo da aposentadoria). Quem começou essa valorização dos professores foi o atual Ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas (PT), quando foi Prefeito daqui, e os prefeitos seguintes mantiveram. No Ensino Estadual o professor recebe METADE desses valores, com direito às 2 aposentadorias, aos triênios e aos 5 anos a menos, claro.

Minha mãe foi diretora de uma grande Escola Estadual daqui. Como é a única escola de Ensino Médio do bairro, ela recebe os estudantes das Escolas Municipais (que só possuem Ensino Fundamental) próximas.

Isto posto, adivinhem quais os alunos que são "mais preparados" (lol, detesto essa expressão, não sei porque...)e vão melhor no Ensino Médio? Deveriam ser os das Escolas Municipais (as quais tem professores que trabalham tanto na Escola Estadual quanto na Municipal). ERRADO! Os alunos do Ensino Fundamental Estadual vão melhor, contrariando as expectativas.

Portanto, melhor remuneração pode até ser um dos fatores, mas não é o preponderante.

Material didático? Minha mãe contou HORRORES sobre a monstruosa quantidade de material didático que os governos estaduais e federais botam em cada escola, e não são usados (mesmo nas municipais). Não, não parece ser o fator preponderante.

Motivação profissional? Bem, não posso responder pelos Ensino Fundamental e Médio, mas eu me motivo a dar aula no Ensino Técnico, mesmo com vários percalços que tive em relação a ser Prof. contratado em caráter precário. Outro dia um dos meus ex-alunos veio me pedir conselhos e agradecer pelas aulas que ministrei, ele já está prestando consultoria em Segurança do Trabalho, ganhando mais do que eu ganho dando aulas (sim, eu tenho 2 empregos) lol. Meus alunos me odeiam no início do curso e gostam de mim ao final dele (já fui paraninfo 2 vezes lol).

As aulas desmotivam? Hmm, podemos pôr uma pequena parcela de culpa aqui. O sistema de Ensino está errado. Porque devemos centrar a avaliação do aluno só em provas? Porque a matemática é "chata"? Precisamos de mais Malba Tahan e menos Paulo Freire lol...

Outro dia tivemos uma palestra com uma "educadora" na Escola onde eu leciono. Ela simplesmente DESTROÇOU o lúdico em sala de aula, taxando de retrocesso, inútil pra baixo. Saí imediatamente da palestra e fui pra casa. Eu sou ferrenho defensor do lúdico em sala de aula, e eu o uso a contento, por isso Malba Tahan é meu herói na profissão.

Só meus dois centavos sobre a Educação lol... Não me levem a mal...

Nenhum comentário:

Postar um comentário