segunda-feira, novembro 05, 2012

O SUCESSO DO ENEM QUE NEM A VEJA NEM A GLOBO CONSEGUIRAM IMPEDIR....

O ENEM FOI UM SUCESSO. VEJA NÃO CONSEGUIU IMPEDIR

O PiG de maneira geral, que transformou a cobertura do ENEM num evento das páginas policiais.


4,1 milhões de estudantes fizeram neste fim de semana os dois dias de provas do ENEM.

O ENEM, como se sabe, é uma obra do Ministro Fernando Haddad, que o transformou na banda larga para o pobre entrar na universidade.

E, por isso, a Elite (especialmente a de São Paulo, que, por definição, é separatista) odeia os dois: o ENEM e o Haddad.

A São Paulo tucana, dos governadores Cerra e Alckmin, não aceita o ENEM nas universidades estaduais.

(Como não aceita as UPPs do Rio.)

(Como não aceita as cotas raciais na universidades.)

E, portanto, é o partido dos ricos.

É o maior ENEM do mundo.

Assim como o Brasil realiza a Maior Olimpíada de Matemática do mundo para crianças de escolas públicas.

O PiG (*) passou o domingo e esta segunda também a enfatizar o número – normal, habitual – de abstenções: 27,9% do total de inscritos, quase 6 milhões.

O PiG (*) cobriu a porção vazia do copo.

Querer desestruturar o ENEM é objetivo antigo da Elite.

A começar pelos criminosos que operavam na Gráfica da Folha (**).

A Magistratura do Ceará.

E o PiG de maneira geral, que transformou a cobertura do ENEM num evento das páginas policiais.

Mas, nada se compara ao trabalho subversivo, provocador, do detrito sólido de maré baixa, a revista Veja.

Que premiava os candidatos criminosos, que postassem fotos das provas nas redes sociais.

O que mereceu um twitter à altura do Pereio.

O Ministro da Educação Aloysio Mercadante bem que poderia mandar a Polícia Federal atrás do Robert(o) Civita, como fez com o “@guipanga” que, às 10h08 de sábado, bem no início das provas, tuitou o cancelamento do ENEM.

A filha da empregada doméstica vai se formar em Medicina.

É por isso que a Elite escravocrata se desespera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário