terça-feira, setembro 13, 2011

O ENEM... E O "JUS ESPERNIANDI" DOS NOTAS BAIXAS...

"jus sperniandi", é uma expressão latina que....não existe. Apesar de não existir, ela "é", pois tem um significado: refere-se ao direito do esperneio, de reclamar, quando não há nada mais a se fazer"

Como afirmou John Kennedy: "A vitória tem mil pais, mas a derrota é orfã."


Os notas baixas do ENEM já começaram a espernear... estão inconformados... È a lógica dos derrotados... a culpa é do outro... ou de alguém... A culpa é quase sempre do Juiz quando o time perde...

Afirmar que o ENEM não mede a qualidade da Escola... é mais ou menos como dizer que jogar na seleção de Volei do Bernardinho... não mede a qualidade do jogador...

Por favor senhores notas baixas.. poupem a sociedade dos seus devaneios... Sejam sensatos...

Perguntem aos melhores Colégios... às melhores Escolas.. o que eles pensam do ENEM...

Vejam abaixo... o chororó dos notas baixas... do Blog do Edson Varella...
(...)

O ENEM E OS MALDITOS

'Não sejam malditos de avaliar a qualidade

das escolas particulares de Lages pelo Enem'.

Professor e radialista César Freitas na Rádio Guri a propósito do ranking que mostra a rede particular de Lages mal na foto em relação ao Exame Nacional do Ensino Médio.

(...)
UMA COISA É UMA COISA

O desabafo do professor César Freitas é uma coisa. Ele tem as razões dele e não se contesta. Outra coisa é o que existe por trás desses dados do Enem que o MEC tornou público. O próprio professor e diretor da Rede de Ensino Univest comenta sobre o assunto. Sugere análise dos critérios no portal que divulgou os dados, principalmente a chamada nota técnica do INEP.

Evidencia-se (e isso é fato) que o MEC vem mudando as regras a cada ano e, com isso, criando certo achatamento de índices das escolas particulares, enquanto apresenta uma pseudo bolha de crescimento do ensino público.
(...)

Senhores Notas Baixas... só tem uma solução: TENTAR DE NOVO... E COM HUMILDADE...

2 comentários:

  1. você tem todo o direito de expressá-la, mas a sua opinião é tristemente ridícula!

    ResponderExcluir
  2. Caro(a) Beca...

    Também respeito muitíssimo a sua opinião...

    Porém, estou cantando e andando para ela...

    ResponderExcluir